O melhor da pesca e da náutica no coração do Brasil - Goiânia - Março 2015

Feira da Pesca & Companhia Goiânia 2015

Facebook


Começo de uma nova era

A velha máxima de que a primeira vez a gente nunca esquece se aplica com perfeição a Feira Pesca & Companhia em Goiânia, realizada entre os dias 13 a 17 de março, no Centro de Convenções da capital Goiana. Contando com as principais marcas do Brasil, variedade de equipamentos para pesca, camping, embarcações, forte presença do setor de turismo e muitas atrações, o evento caiu rapidamente no gosto do receptivo povo goiano. Durante os cinco dias cerca de 10 mil pessoas visitaram os estandes, mostrando porque Goiás é um Estado que respira pesca.

Desde o primeiro dia, exclusivo para profissionais, já podia se perceber que o evento seria um sucesso. Lojistas de diversas partes do Brasil foram até Goiânia, teve gente do interior do estado, de Alagoas, Brasília, Maranhão, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Pará e Tocantins. Só mesmo a credibilidade da marca Pesca & Companhia explica tanta gente viajando para a primeira edição do evento.

“Muitos equipamento não chegam ao interior, minha cidade tem 70 mil habitantes e está numa região muito boa para a pesca do tucunaré. Por isso é fundamental eu vir aqui ver as novidades, o mercado da pesca vive disso”, disse Sérgio Ramos, proprietário da loja Caminhos da Pesca, de Quirinópolis, Goiás, enquanto fazia suas compras na loja Pantanal.

Foi o estande da empresa que teve o maior espaço da feira e trouxe muitas marcas, como Aicás, Ballyhoo, Fleming, NS Iscas, Wakoku, Zagaia e a mundialmente consagrada Shimano. Já no primeiro dia, Bruno Egawa, gerente da CGK, que representa a Shimano no Brasil, estava muito feliz com os resultados, mais de 30 lojistas, sendo a maioria novos clientes, foram atendidos apenas nesse dia, gente que dificilmente encontra os produtos com facilidade, como os lojistas de localidades distantes. A maior procura entre os produtos da Shimano foi carretilhas e molinetes próprios para a pesca do tucunaré, umas das mais populares da região.

Teve gente que viu na feira uma oportunidade e veio de longe para conferir. “Eu pretendo iniciar um comércio de pesca e vim aqui apenas para conhecer gente do mercado. Fiz contatos muito bons com fornecedores que irão me ajudar bastante”, declarou Domingos Erivelto, de Marabá no Pará.

Baseado nas declarações obtidas todos os lados saíram mais do que satisfeitos com o volume de negócios realizado durante o evento. “Não esperávamos tantas vendas, foi mais do que o esperado, a data e a organização foram muito boas”, falou Flávio Cavalcante, gerente da Pantanal Pesca e Camping. A opinião foi corroborada por Eugênio Yoshiyaro, responsável pela parte de vendas da Tong Ai, que teve uma parceria com a loja Maré Mansa para venda de produtos.

“O evento veio na hora certa para se adequar as mudanças do perfil do pescador da região, que cada vez usa mais iscas artificiais. Fechei excelentes negócios aqui”, revelou Yoashiyaro.

Outra prova dessa situação foi o que aconteceu com a NS. A fabricante de jumping jigs, varas e plugs, chamou a atenção do público com vídeos mostrando uma “nova forma” de capturar os tucunarés, que era justamente a vertical com os peixinhos metálicos.